segunda-feira, 25 de abril de 2011

As últimas do nosso Grupo Coral

Foi longa a ausência mas cá estamos, de novo, com algumas (poucas) novidades.

Concerto de Ano Novo
No dia 7 de Janeiro, organizado por um dos mais recentes elementos do Grupo. o tenor Justino Esteves, teve lugar na Igreja de S. Gonçalo, em Cabanas (Palmela), o nosso Concerto de Ano Novo.
Igreja pequena mas acolhedora, público pouco numeroso, como vem sendo hábito, mas uma prestação bem conseguida com um programa igual ao do anterior Concerto de Natal.

Concerto Comemorativo do 25.º Aniversário do Grupo Coral do Centro de Cultura e Desporto da Tranquilidade
A convite destes nossos amigos estivemos, uma vez mais, no Salão Paroquial da Igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Lisboa. Além de nós e do grupo anfitrião actuou também o Coro Clube Milennium BCP dirigido por António Leitão mestre de capela do Seminário dos Olivais. Este grupo foi, para nós, uma agradável surpresa.

Levámos 8 peças do nosso repertório: Glory to God on high (uma peça de Natal); Shine on me (um Espiritual); Balaio (peça tradicional brasileira); Chamarrita (do folclore açoriano); Jornada, Mãe Pobre e Convite ( 3 das Canções Heróicas de Lopes-Graça); terminámos com outro Espiritual, Swing Low.
Acompanhou-nos, uma vez mais, o pianista Nuno Batoca.

À semelhança do que acontecera há dois anos, fomos obsequiados, após o Concerto, com um magnífico lanche-jantar a que não faltou o bolo de aniversário. Não esqueceremos facilmente este domingo 10 de Abril.

Próxima actuação

É uma incógnita. Estamos, no entanto, preparando a Missa brevis n.º 7, em si bemol maior, de Haydn. Peça para solista, Coro a 4 vozes, 2 violinos, violoncelo, baixo e órgão ela é também conhecida como Missa breve de S. João de Deus porque foi dedicada a este santo português do sec. XV.
Nascido em Montemor-o-Novo a 8 de Março de 1495, João Cidade (ou João Cidade Duarte), filho de André Cidade e de Teresa Duarte, comerciantes de fruta, foi para Espanha aos 8 anos de idade. Aí foi pastor e soldado. A sua vida de militar parece ter sido fértil em situações de que viria, mais tarde, a arrepender-se, levando-o a abraçar a vida religiosa e a dedicar-se, de corpo e alma, a ajudar os mais carecidos. Em 1539 funda, em Granada, um hospital para doenças contagiosas e incuráveis e, mais tarde, a Ordem dos Irmãos Hospitaleiros. Veio a falecer em Granada a 8 de Março de 1550.

Beatificado em Outubro de 1630 viria a ser canonizado pelo Papa Alexandre VIII em 16 de Outubro de 1690.

S. João de Deus é o santo padroeiro dos Bombeiros.

Terminamos esta breve nota com um pequeno vídeo onde a Orquestra e o Coral Ars Musicalis e o Coral Exultate de S. Paulo, no Brasil, interpretam o Kyrie desta Missa de Franz-Josef Haydn.



video

Sem comentários:

Enviar um comentário